Por grande parte da minha vida, a minha mãe trabalhou como comissária de bordo. Isso quer dizer que, durante toda a minha infância, eu tinha ela inteirinha pra mim metade da semana e, na outra metade, tinha que saber emprestá-la para o mundo. Lembro que quando via a temida mala aberta, sentava dentro dela para impedir que ela viajasse. Mas a manha não durava muito tempo não… mesmo pequenininha, já conseguia compreender toda a sua batalha para me oferecer o melhor que podia, em todos os aspectos. E essa força que vinha dela, em deixar casa, marido e datas comemorativas pra trás, de certa forma, também me fortalecia. Grande parte do que sou é, sem sombra de dúvidas, reflexo da força dessa mulher que eu tanto admiro e amo.

Mas não pense que eu fui uma criança coitadinha não… Até porque toda vez que ela viajava, ela deixava uma substituta de peso em seu lugar: minha vó.

Era ela…
Que fazia leite quente com açúcar queimado
quando a garganta teimava em incomodar
Que me fez adorar o Silvio Santos
Que fazia o melhor miojo do mundo

Era ela…
Que amarrava o lenço com álcool no meu pescoço
quando a tosse parecia não acalmar
Dona da receita do melhor risole de milho
E que me ensinou a jogar “Resta um”

Era ela…
Que me fez ficar fera no baralho
Que tinha o colo mais macio de todos
E que me ensinou o poder de um rouge e um batom

Era ela…
Que me ensinou a rezar
A cozinhar
E também a me comportar

Era ela…
Que comprava minhas roupas de lambada. Só ela…
Que bordava lantejoulas nas minhas fantasias de carnaval.
E que chamava requeijão de “queijinho de copo”

Ah vozinha… Era só você, viu?
Amanhã, faz 1 semana que ela nos deixou. De repente, de surpresa, deu um “até logo”pra gente e foi distribuir amor por outros cantos. Mas só sentirá falta do seu amor quem nunca chegou a conviver com ela. Pois o amor recebido por quem teve o privilégio da sua companhia foi tanto, mas tanto, que ele não se acabou com a sua despedida aqui desse chão que a gente pisa. Eu ainda sinto esse amor e ele é, e sempre será, muito presente dentro de mim.

  • Com certeza Thalita É ELA que está lá no céu olhando por vc!
    Linda homenagem!
    A gente até supera a dor da perda, mas o vazio imenso que fica no nosso coração com a partida das pessoas AMADAS é enorme…este ano perdi minha vozinha tb e o dia de hoje sempre será meio estranho, porque é o 11º ano sem minha mãe…coisas inexplicáveis da vida…desculpa o desabafo…
    bjocas

  • Lindo demais!

  • lindo amiga, me emocionei..bjossss com carinho…fique em paz, vcs ainda vao se reencontrar pode ter certeza disso..ROSANA

  • Q lindo Thalita!
    Amor de mãe, de vó… é pra sempre… e não existe NENHUM sentimento igual!
    Bjos
    http://miscelanea9l.blogspot.com/

  • Sei bem que é isso, hoje minhas lagrimas vieram ao ouvir a voz do meu vô perguntando qd eu volto pra casa… + sua vó tá nos bracos do Pai… boa semana

  • Zi

    Que lindo texto e linda homenagem! beijos Zí

  • Thalita, por um instante me vi em suas palavras…. Eu sei oque é ter tido uma avó-mãe. No meu caso minha mãe foi sempre presente, mas éramos vizinhas, e crescemos sobre os olhos, o amor, o amparo e a proteção de meus avós, tão queridosssss. Saudades deles também. Bjs

  • Que lindo Thalita!!
    Lá do mundo de luz onde sua avó está ela te mima, protege, acarinha.
    Beijos.

  • que lindo…minha vózinha fez eu gostar de Silvio Santos tbm rs… bonita homenagem.

  • Ai Thalita!
    Como te entendo, esse amor que tu tens… por uma pessoa que se foi… ah, eu sei o que é isso. E também sei como acontece esse fortalecimento interior. Um fortalecimento verdadeiro. De amor.
    Bjssssssss

  • Que belas palavras você usou para homenagear essa pessoa que foi muita mais que sua mãe e avó, foi sua amiga e anjo da guarda. Deus certamente quis um pouco da companhia dela e por isso a levou pra junto dele.
    Amei tudo o que escreveu, dá pra sentir sua emoção em cada palavra.
    Beijocas…

  • Hj, vc me emocionou. Seus textos são lindos e de uma forma ou de outra passam uma emoção enorme pra gente! Seja de alegria, de saudade ou de risada.
    O de hj eu não consigo definir, porém posso lhe dizer que a garganta apertou e umas lagrimas escapuliram.
    Eu amo minha vózinha por tudo isso que vc disse e peço por ela todos os dias, pra que ela fique pertinho por muito tempo ainda.
    Vc é uma fofa!
    Beijinhos

  • c.

    Você chorou ao escrever este post? Eu choraria (quase chorei, na verdade). Só que, na minha vida, foi ele (meu avô) que me ensinou tudo.
    Beijos.

  • Força, Thalita! Muitos beijos e abraços de consolo virtual pra vc. 🙂

  • olha que coisa… sua mae comissaria e meu pai piloto. Ai ai essa vida de coincidencias… Varig neh? Pergunta pra ela se ela conhecia o comandante Moreira Neto, mais conhecido como Toninho 😉

  • A MORTE É SÓ UM ATÉ LOGO, UMA RAPIDA SEPARAÇÃO E COM A CERTEZA DE QUE UM DIA ESTAREMOS JUNTOS OUTRA VEZ! HOJE PASSEI O DIA DAS MÃES SEM A MINHA, POIS ELA TAMBEM ME DEU UM ATÉ LOGO! MAS ESTOU FELIZ POIS SEI QUE ELA ESTÁ BEM! BEIJÃO E FELIZ DIA DAS MÃES PRA VOCÊ!

  • Oii Thalita, estou acompanhando seu blog, tenho 2 blogs tbm! Um que posto looks do looklet, que criei recentemente. E outro que posto pensamentos 😉 Li esse seu post e realmente é linda a homenagem que você fez a ela, me lembrei agora de quando a minha avó faleceu! Ela também substituíra minha mamis nos finais de semana, quando mamis e papis queriam sair e eu e bibis éramos pequenas demais para ficarmos sozinhas em casa! Também sinto falta Thalita, e olha que isso ja aconteceu tem tempo! Do mesmo jeito que sentirei falta da sua avó, minha tia; tão apegada a religião e uma pessoa tão boa quanto a minha vó! Já cheguei a questionar o pq de Deus levar pessoas tão boas, e já descobri! Ele faz isso pois a pessoa cumprira ao que foi objetivado à ela. Certamente nossas avós cumpriram! Também sempre sentirei o amor da minha vó e agr da minha tia! Tha, continue escrevendo e fazendo suas artes pois seu blog ta mtooo bom e eu preciso dele agr para viver hahahahha 😉 Vc sabia q vou fazer vestibular para arquitetura? seu blog tem tudo a ver cmg! Nunca desanime, beijooos!

  • Thá, lindo post, linda homenagem, linda vó.
    Horas difícieis, mas com força e sabedoria conseguimos tocar.
    O AMOR, sempre permanece.

    Beijos

  • Oi Thalita, que linda homenagem…minha vó também é muito importante na minha vida!
    Um bjo querida!
    Mônica
    minhasinvencionices.blogspot.com

  • Oi Thalita,

    A gente não se conhece, mas o que parece é que te conheço há bastante tempo, pela forma super humana que escreves e constrói teu blog.

    Sinto muito por sua avó, sei bem o que é isso , faz muito tempo perdi a Dona Maria, minha avó materna que dentre muitas coisas lindas que me ensinou nessa vida, foi perder o medo do novo.

    Sempre trazendo na sacola, quando vinha do trabalho no centro de Porto Alegre nos visitar uma, duas vezes por semana , frutas, muitas frutas, e sempre se preocupando em apresentar uma nova, nos fazendo assim provar e curtir as azedas, as amargas, as doces , e provando estes sabores aprendemos a respeitar as diferenças perdendo o medo das coisas novas.

    Um abraço, obrigado por dividir .

    Marcelo

  • Pois é, o amor não se acaba quando alguém nos deixa temporariamente…
    Ontem eu liguei pra minha avó pra compartilhar de um amor e de uma dor que a gente tem sentido juntas: ela perdeu a filha, e eu perdi a minha mãe… Faz 7 meses, mas amor não se conta com datas de idas, ou de vindas, quilometragens, distâncias: é amor, pronto. Desejei pra minha vó um dia das mães de conforto pro coração dela, afinal, é minha mãe duas vezes, não é assim que se diz? pois é.
    Escrevi algo sobre amor e saudade no meu blog: http://pollyfonica.blogspot.com/2011/05/sutileza-do-amor-com-cor-da-saudade.html

    Bjo pra tu!

  • Que lindo, Thalita!
    Perder quem amamos não é fácil, né? Parece que é um pedacinho da gente que vai embora. O segredo é cultivar o pedacinho de quem foi bem forte e vivo com a gente, né?
    Muita força pra você. =)

    Beijos

  • Anônimo

    Tati!
    que texto lindo! Sua vó era isso tudo mesmo! uma pessoa muito especial e muuuuuito fofa! querida demais!
    Ela esta olhando por todos vocês num lugar muito especial e maravilhoso!
    beijo no seu coração da sempre amiga, Cissa

  • Que lindo!!!! Maravilhosa tua homenagem! E, com tuas palavras deu vontade de conhecê-la…certamente cumpriu sua missão! Que bom que tiveram o privilégio do seu convívio!

  • Anônimo

    oi, Thalita.conheci teu blog há poucos dias, lendo uma revista marie clair. Há pouco tempo perdi minha vó ( foi ela quem me criou, já que minha mãe faleceu muito jovem )e me emocionei muiito ao ler teu post, pois o dia das mães foi bem difícil para mim. Obrigada por saber transformar em palavras sentimentos tão lindos quue nos foram transmitidos por nossas avós. bjs,obrigada mais uma vez…
    Ah, estou viciada no teu blog, pois é muito inspirador..
    Ana Carolina

  • é tão bom ser criada por vó, né?! Tbm fui criada pela minha que já foi embora há 16 anos… sofro por ela não ter conhecido meus filhos e sofro por minha mãe estar longe dos netos dela. Gostaria muito que meus filhos tivessem uma avó por perto!!!

    Sinta-se privilegiada!!!

    Um abraço apertado e um beijinho na bochecha

  • Marly Mineira

    Oi Thalita,

    Fucei no google até achar seu blog
    depois que vi o programa Decora do
    GNT e me apaixonei pela cômoda que vc
    reciclou .

    Depois disto entro sempre aqui e já repassei seu link pra todas as amigas
    que curtem artesanato e idéias criativas como as suas.

    Hoje me deparo com este texto
    lindo e ao mesmo tempo tão comovente .

    Assim como sua avó foi uma mulher
    especial pode ter certeza que vc herdou este dom também.

    Que Deus lhes dê, a vc e sua mãe,
    o consolo que só o tempo consegue.

    Muitos beijinhos

  • Ai Tha! No inicio pensei que seria uma historia triste, de mae ausente na infancia. Mas, conforme fui lendo fiquei impressionada, que mesmo com todo o trabalho ela nao esqueceu de ser mae. Fico tao triste quando mulheres nao dao atencao ao proprio filho em troca de nada ou os abandonam.

    Nossas maes sao as provas vivas de mulheres guerreiras !

  • Realmente essa perda nunca é fácil.
    Acho que a maioria das coisas que me fazem entrar nesse mundo craft são inspiradas na minha vó. Ela gostava de plantas e flores, ela costurava como ninguém, ela gostava de manter a casa aconchegante…
    Enfim, força e siga em frente; certamente ela estará olhando por você!
    Bjo
    Maíra

  • Parabéns pela homenagem, onde quer que ela esteja está olhando por você! Minha mãe também foi comissária, durante toda minha infância e adolescencia, quem cuidava de mim era minha avó, enquanto minha mãe tinha que trabalhar!!! Acho que por isso tenho umc arinho todo especial cm minha avó também! Beijos.

  • Chorei!
    De muita emoção em ler tuas palavras… por tanto amor dedicado dela, por tuas palavras cheias de reconhecimento por tudo de bom, por ter me identificado com quase tudo que ela te ensinou e fez por ti….
    Que lindo!!
    Bjks
    Paula Werlang

  • Ju

    Aperto no coração só de pensar.
    Passei a minha infancia com os meus avós durante o dia, enquanto os meus pais trabalhavam.
    Aprendi tudo com eles.
    Quando vim estudar para fora da cidade apertava o coração cada vez que vinha embora de volta… Agora já me habituei a esta saudade constante.

    Sua avó é um anjo que está olhando por voce no ceu. Espalhando alegria por todos..

    Beijo grande *

  • Ana Claudia

    Thalita,
    sou viciada no seu blog a alguns meses. Amo as coisas que você faz.
    Fiquei – estou – muito emocionada com o seu texto. A ida de pessoas tão queridas nos fazem lembrar que devemos aproveitar e expressar todo o nosso amor por aqueles que estão ao nosso lado.
    Nossas avôs amadas estarão sempre olhando por nós. Beijos

  • Oi Thalita! Obrigada por vc ter mudado os comentários, agora já posso dar aquele "alô" e meu elogio a tantas coisas lindas que você faz!

    Muito linda essa homenagem para sua avó! Que maravilha poder guardar essas lembranças especiais, né?

    Beijos,
    Nine

  • Tati, então foi ela que lhe apresentou ao mundo do miojo?!
    Ahhh eu me lembro de voce pequenina!

    Estive com sua mãe e tia no ultimo sabado, dei a elas um abraço daqueles de quem conheceu sua avó e sabe o quanto ela foi especial na vida de voces. Eu tenho certeza absoluta de que vão sentir muita falta dela, puxa, super amiga e a vovó maravilha que ajudou no crescimento seu e de sua prima.

    Lindo seu post!

    beijos

  • bidu

    Tha vim aqui muito feliz dizer que eu acabei de ver o Decora – alem da penteadeira e da comoda reconheci aquele porta livros – a porta antiga….mto legal saber que vc está sendo reconhecida!
    Em relação a sua avó nada que eu possa dizer mudará o que vc está sentindo, e talvez nem o tempo mude, o que muda é a forma que vc vai começar a encarar essa perda….no inicio é esquisito, depois vem uma dor ainda mais forte e depois fica aquela lembrancinha gostosa que faz a gente sorrir lembrando de algum fato!!!
    por enquanto entao eu te desejo força!!!
    tenha uma boa semana!
    bjinho
    Bidu

  • Thalita,
    Linda e emocionante homenagem.
    Com certeza ela está, aonde estiver, super feliz, orgulhosa e ainda cuidando de você e dos outros entes queridos.
    A saudade é inevitável, mas as lembranças repletas de carinho e amor estarão presentes sempre.

    Fique em paz e na paz.

    Bjs,
    Ruth

  • Thalita, vc me fez viajar com essas palavras sobre sua vozinha… senti até cheiro de terra molhada e barulhinho de chuva… Perdi meu marido há 4 meses e só nós sabemos o vazio que sentimos quando alguém que amamos se despede dessa vida e sai fisicamente de perto de nós… mas espiritualmente eles estão pertinho… Um beijo e tenha certeza que ela será um ser de muita luz olhando e guiando seus passos

  • Tatiana

    Nossa, seu texto foi um amor. Sério, deveria pensar em virar colunista de alguma revista. Tenho 12 anos, e amo pintar, decorar, essas coisas. Você me influenciou a fazer algo que nunca pensei: ser decoradora de interiores. Na verdade, não foi só você, a mesma relação que você tinha com sua avó eu tenho com a minha, mas mesmo assim, muito obrigada, e sinto muito pela sua perda. Deve ser difícil perder uma das pessoas mais influentes da sua vida, e espero que ela esteja te olhando, lá no céu e vendo você fazer coisas maravilhosas.

    PS:. O miojo da minha avó também arrasa.

  • Linda a homenagem à sua avó!!!
    Que Deus te abençoe, ela sempre estará olhando por você…
    Bjos!!

  • Nossa, que coisa mais linda!!!

  • Acho que eu entendo cada vírgula desse texto…
    Eu tb tenho uma vó exatamente assim…. Não consigo imaginar o dia dela fazer a festa lá em cima..nos deixando aqui cheios de saudade…
    Enfim, essa é a vida né? Estamos aqui só de passagem…
    Um grande beijo no seu coração, de quem tem uma avó tão querida qto a sua!
    Que Papai do Céu a tenha em seus braços com muito amor!
    Fabi.

  • Olá Thalita,

    Sempre morei com meus avós e essa semana também passei pela mesma dor, meu avô tb faleceu há uma semana, é um ciclo q se fecha e um novo caminho q se abre.
    bjos
    Maysa

  • caramba, que texto lindo. compartilhamos as mesmas lembranças de nossas avós. infelizmente a minha já foi há 4 anos e embora ela esteja em mim, sinto muita falta do colinho quentinho dela. Obrigada por compartilhar 🙂 Um beijo,

    Sharon

  • Ana Cris

    Ah, Thalita, vc me fez chorar… Lendo seu texto, impossível nao me lembrar tb da minha vozinha, uma nordestina ,com aparência frágil, q veio para o RJ com seis filhos, e q quando chegou se deparou com uma realidade mais cruel do q ela deixou por lá. Mas apesar de todo sofrimento, pelos filhos, arregaçou as mangas e lutou. Infelizmente, meu convívio com ela nao foi muito longo, ela morreu, eu era menina, mas guardo lindas e doces lembranças da minha vozinha q me chamava de "braboleta".
    O bom dessas nossas lembranças é sabermos q mesmo depois de nao termos mais o contato físico com essas pessoas, o amor continua e, tenho certeza, elas continuam o olhar por nós, nos amar e abençoar.
    Obrigada por, com suas palavras, me fazer viajar no tempo, recordar e me emocionar desse jeito …
    Bjs
    Ana Cris

  • Parabéns, Thalita, pela linda homenagem!

  • Não sei como é possível tanta coisa bonita e com a MINHA cara em um só lugar 😀

    AMO tudo que vc faz. Parabéns por tudo 😀 Sua casa tem cara de gente e isso é MARAVILHOSO

  • Thalita, lindo esse post. Cheio de amor e admiração!
    Minha vózinha tb se foi este ano, com lúcidos 89 anos.
    Beijos

  • Muito lindo o seu post!

  • Oh, eu entendo direitinho…. A minha se foi há 3 anos, e eu ainda sinto saudade!

  • Menina Mineira

    Linda a declaracao. 

  • Carolinafosantos

    Então… te vi pela primeira vez no Casa Claudia, amei sua casa, fiquei boba! O tempo passou.
    Te vi outro dia na GNT, não liguei a casa a pessoa, mas nesse final de semana achei pelo Google a sua antiga(?) parede rosa antigo (procurava fotos de ambientes nesse tom). Da foto cheguei no seu blogg…AE!!
    Tá, até aí tudo bem, entrei e sai VÁRIAS VEZES. Caladinha, devorava suas idéias, resistindo a comentar e elogiar as lindas, criativas, maravilhosas, economicas idéias (ah, vai.. todo mudo diz essas coisas, vc sabe que é muito boa nisso, ah, vai… 🙂 ).

    Eu já tinha anotado o blogg no "preferidos", me programado para ir na feira da praça 15… Voltar no Saara essa semana… tudo no pronto no esquema… vc nem saberia que eu passei por aqui. Estava de saída, iria estudar!!!  Quando vi esse post.
     
    Cara, não consegui sair sem comentar.
    Minha avó faleceu, vai fazer um ano em Maio.
    Das pequenas coisas que descreveu, muitas era ela que fazia pra mim… Dói saber que certas coisas só ela, e como ela se foi, não terei mais.
    Vc me fez chorar! (boba) Lembrar de um tipo carinho,
    cheiro, risada, mãos, cabelos (tanta coisa) q não tenho mais… Destraída, ainda falo dela no presente… Nem consegui ler tudo que você escreveu. Parei no "poder de um rouge e um batom"

    O coração apertou demais, e o efeito colateral foi chorar na frente do computador (na casa do namorado!!!).
    Mas tudo bem, lembrar desses momentos me fez bem. Eu sou como sou, muito por causa dela. E apesar de saber que essa saudade não vai acabar, ela vive dentro de mim, nas histórias que sempre irei contar sobre ela.

    Obrigada,

    Ana Carolina

    (Pausa para lavar o rosto, de novo!)

    Ps: Bom… já que vc me fez chorar e escrever… posso perguntar? Eu quero pintar um telefone antiguinho… daqueles de disco, ericsson, que faz trim trim… (adoro esse barulho). Sabe? Quase todo mundo (com mais de vinte anos) teve um desses. Então… Vou pintar o meu!!
    Cor?  Azul claro, bebê!! Posso perguntar mesmo?

    Tah. Com que produto você pinta plástico? Colorgin? O meu problema é que a colorgin para plástico só tem no tom azul fosco…
    Se depois eu passar um verniz, vai ficar brilhante, poderoso?
    E se eu pintar com tinta agrílica, primer e verniz, resiste as pegadas no fone do dia a dia?
    Tem idéia?? 

  • Casa_de_Colorir

    Não aguentei. Chorei com seu comentário. Reli o post da minha vózinha e fiquei sentada, relendo seu comentário com os olhos cheios de lágrimas. Depois enxuguei o rosto e levantei com um sorriso de orelha a orelha, renovada. Essa coisa de blog é uma loucura, minha gente. Obrigada pelas palavras e pelo carinho. 🙂

  • Gabriela Pesente

    Muito lindo!!!!

  • Lucienecdgomes

    Nossa, Thalita, que coisa linda você escreveu…… Deixo aqui os meus mais sinceros sentimentos .
    Com certeza ela já chegou em algum lugar para deixar o amor fluir… beijos e fica em paz.

  • Thais Lemes

    ensinando, "poluindo" minha cabeça de idéias e agora me fazendo chorar também! por isso não fico sem passar por aqui! gente como a gente bjos Thalita e muita luz!

  • Leila Paz

    Lindo, sem palavras…

  • DudiinhaAzevedo

    Bom, tbm tenho uma VÓZONA igual a sua… E posso lhe dizer que o meu maior medo é perde-la!! Sei que mais certo ou tarde ela irá me dar esse "até logo", por isso a amo a cada minuto do meu dia!! fiquei bem emocionada com o seu poema!

  • Chellyferreira_

    fofo

  • Ju Arte na Praia

    Muito linda a sua homenagem. Perdi meu pai em abril e só quem perde, sabe a dor que é…
    Mas tenho certeza, através da sua homenagem, que sua avó, assim como meu pai, cumpriram sua missão, deixando aqui muito amor e saudades.
    Como diz uma frase que eu amo: Saudade é o amor de quem não pôde ficar.
    Beijos,
    Ju

  • Dea Machado

    nossa fiquei com nó na garganta, tive uma avó assim tb que faz muita falta, mas como disse ela foi distribuir amor em outros cantos……muita força pra vc superar tudo……
    bjsss

  • Tania Purple

    Thalita,

    Você é uma fofa, as coisas que faz, o sentido que dá aos objetos, a sua casa, como monta os vídeos a trilha sonora, tudo muito lindo e impecável… Como diria uma amiga minha além de tudo isso é bonita… não precisava de tudo isso… rsrs Parabéns pelo talento, por dividir conosco tudo que sabe e aprende.
    Adoro o seu blog, sempre que posso visito para saber das novidades…
    Beijos,

    Tânia

Continue por aqui