Sem categoria

Inspiração nossa de cada dia

Essa semana começou com o pé esquerdo. Descaso… o primo passivo da falta da falta de respeito. É como fazer o mal com a mão dos outros e, por isso mesmo, essas pessoas deitam a cabeça tranquilas no travesseiro. Quem sabe, até o fim do dia, esse nó na garganta desapareça. Coisa pouca, mas tão pouca, que beira aquele tipo de sofrimento de pobre-menina-rica, sabe? Mas descaso é descaso e é pauleira de engolir.

Pronto. Passou. Brigada, tô mais leve. Próximo assunto: inspiração pra essa segundona exú.

Sabe a cadeira Lucy? Pra minha alegria, os votos estão chegando e, com eles, muitos comentários e elogios! Por isso, como tô vendo que a minha “piraçãozinha” tá agradando, queria dividir aqui a minha principal inspiração pra idéia: o artista dinamarquês Olaf Hajek.

Lembra da abertura da série de TV “Afinal, o que querem as mulheres?”. Não? Era uma animação dessa pintura aí do lado.

E desde que eu vi essa arte eu não sosseguei até encontrar o Olaf. Fiquei babando pelas cores, pelo traço, pela combinação de elementos. Tudo muito mágico, um delírio pros meus sentidos.

Eu não sei se você vai gostar tanto quanto eu! Mas guardo com muito carinho na lembrança cada um que me apresentou algo que eu amo muito. Você também tem isso? Por exemplo: nunca mais vou esquecer que foi meu pai quem me apresentou o Kings of Convenience. Que foi o Leandro que me fez assistir “Estamira” e minha mãe me fez gostar de comida japonesa. Por isso, se você compartilha dessa mesma maluquice, faço questão de te apresentar o Olaf Hajek. Use com sensibilidade e moderação. Quem sabe ele não te inspira tanto quanto me inspirou? 🙂