Tem garagem, tem playground, tem salão de festas. Tem piscina, tem sauna, alguns até academia. Em outras palavras, a tal da área comum de condomínio. Área essa que todo folheto de um novo residencial faz questão de destacar em letras vermelhas e garrafais. Ou seja, os prédios oferecem uma série de distrações atrações como se isso fosse um grande benefício mas que, no final das contas, só acabam nos deixando ainda mais fora de casa. Como se já não bastasse o trabalho, o cursinho, o trânsito, o mercado, as contas pra pagar e tudo mais.
Já dentro de casa… como posso dizer? Bem, da porta pra dentro é onde a coisa aperta. A minha impressão é de que os espaços onde moramos não foram projetados pra gente viver, mas sim para sobreviver. Cada um friamente calculado para cumprir os requisitos mínimos que mantém nossas funções vitais – e nossa sanidade, claro: um fogão e/ou geladeira para alimentar, uma cama para descansar, um chuveiro para se lavar. O que for além disso é lucro. E o lucro sai caro, certamente.
O resultado? Espaços que não são acolhedores e pessoas que não acolhem o espaço – quase o dilema do Tostines, sabe? Gente que volta pra casa só para dormir. Que não decora, não recebe os amigos, que mal cozinha, que não festeja em casa, que não cultiva, que não não cria. Ou seja: que não mora. Gente que não constrói uma história ou imprime sua identidade pelos cantos da casa. Pelo contrário: se relaciona com o espaço com frieza, como se os momentos passados debaixo daquele teto não tivessem valia ou carregasse consigo alguma lembrança.
A Cultura do Inquilino. Nenhuma expressão resume tão bem essa ausência de afeto, de apego pelas coisas – e sobretudo pelas nossas casas – como esta, utilizada no excelente filme argentino Medianeras. O filme fala da solidão, dos encontros nessa era de www e da relação com uma cidade que cresce sem freio e sem critério.  Se você ainda não assistiu, preciso dividir com você esse trecho que é também, na minha opinião, uma das mais lindas aberturas de filmes que já vi:

Taí. Cultura do Inquilino. Ou do incompleto. Na noite em que assisti Medianeras pela 1a vez (pois é), fui deitar a cabeça no travesseiro pensando muito sobre essa nossa forma “inquilina” de morar, até mesmo quando somos os proprietários. Afinal, não se trata de uma questão de escritura, mas de cultura. Como fazer esse morador ter a capacidade de transformar a sua casa, de deixá-la do seu jeito, com a sua cara, se você mal tem espaço para colocar qualquer ideia em prática debaixo do próprio teto? Foi então que uma ideia surgiu! Daquelas que vêm assim, tão de supetão, que te fazem levantar da cama pra anotar no caderninho!
Já que os condomínios estão tão preocupados em nos proporcionar espaços que promovam nosso bem estar, eles poderiam oferecer um espaço adequado para promovermos também esse bem estar dentro da casa da gente. Cinco palavrinhas. Foi tudo o que anotei no caderninho: “Área Comum Faça Você Mesmo”. Imagina uma sala no seu prédio, que não precisa nem ser lá essas coisas, mas que tivesse espaço e materiais necessários para você fazer pequenas mudanças em casa: lixar um móvel, fazer uma bancada, pintar aquela cômoda com uma cor mais alegre. Usar a furadeira ou uma pistola de cola quente também poderia ser um quebra galho e tanto, imagina só. Assim como a piscina tem o seu guarda-vidas para tomar conta do local, o cantinho “faça você mesmo” poderia contar com um profissional que ajude com questões mais técnicas e que garanta a segurança e a correta utilização/economia dos materiais. Precisou? Desceu, transformou, subiu e renovou. Sem bagunça, sem sujeira e, o melhor, com todos os materiais à disposição, mas sem a preocupação de armazená-los em casa.
Senhores construtores e síndicos: que tal? Não estamos nem pedindo projetos mais espaçosos e varandas mais arejadas. Estamos pedindo uma área pequena (minúscula sob o ponto de vista de vocês) e comum, como vocês tanto gostam de chamar. Mas que nos ajude a deixar o nosso canto com a nossa cara. Afinal, por mais que vocês ofereçam piscina, play, salão etc, aqui vai a verdade verdadeira: a gente quer mesmo é ficar em casa. 🙂
E você? Acredita que dá para reivindicar um cantinho desses por aí? Nossas casas agradecem!
  • Querida, acompanho o teu blog há alguns meses e sou encantada pela alma q colocas em teus textos e tuas criações! Já divulguei o blog p várias amigas arteiras! O texto acima é ótimo! Tu és ótima também! Já fiz várias coisas para MINHA casa decorada com amor, diversão, alma, criatividade e reciclagem! Um abração e continue colorindo a nossa casa, o nosso tempo de ócio e a nossa vida! Ana Letícia

  • Nós "adultos" também podemos brincar de outras formas, sem ferir ninguém né. hehehehehe

  • Paula

    Entro aqui todo dia e nunca comentei… mas hoje eu PRECISO!!! Moro em um apê pequenino, todo branco e que pede cor, brilho, sonho, etc e tal (calma, calma… mudei pra cá há poucos meses… uma hora a coisa vai!)… Mas o dia que resolvi transformar um caixote de feira em um movel para video game e decodificador da TV vi que fazer isso na minha sacadinha seria muito chato!
    Fiz… mas sujou tudo, não ficou como eu queria, não tinha espaço suficiente, tinha que cuidar pra nao pintar a cerâmica… nessa hora eu pensei exatamente no que vc disse aqui no post: e se tivesse um lugar pra fazer isso aqui no condomínio, hein?
    Não seria um bapho? Fiquei com mais vontade ainda…
    Dps de hoje, amei mais esse cantinho seu!
    Bjooo

  • Cris Palma

    Mais uma vez vc teve uma brilhante idéia!!! Sou inquilina, inquilina..rsrsrsrs…e sinto muito falta de um espaço desses…vou pensar como sugerir aqui no meu condomínio, q tem 28 torres e espaços mal aproveitados. Grande beijo!

  • Giseli

    Eu adorei a ideia… qdo vou pintar, ou fazer alguma coisa do tipo aqui em casa (apartamento), preciso tirar móveis do lugar, usar quilômetros de jornais para forrar, sem contar o cheio de tinta que fica impregnado por dias…
    Área Comum Faça Você Mesmo, aderi esta causa!!

    Um beijO.

  • fabiola farias

    Só vc mesmo, Thalita!!! hahahaha muito bem pensado. É isso mesmo, daqui a pouco moraremos em uma caixinha (tem gente que já mora).

  • Mirna

    Bom dia!
    Adorei o post… é bem isso, a gente só 'sobrevive' nos apartamentos, as vezes tenho a impressão q um dia iremos vestir cada comodo de tão apertados e minimamente calculados…
    Por isso to construindo minha casa, de comodos simples mas amplos e com quintal onde meu filho possa brincar, correr, jogar bola sem nenhum vizinho ou sindico nos incomodar…
    Bjs, Mirna
    http://coisasdoreiarthur.blogspot.com.br/

  • Marcelapontes

    A ideia é bacana, mas penso que, mesmo que isso fosse colocado em prática, as próprias pessoas não iriam se empolgar mto.
    Ou talvez se empolgassem no início e depois deixassem pra lá.
    Concordo com vc no que diz respeito a essa "cultura do inquilino".
    Bjksss

  • Chorey! Seus textos parece que falam com a nossa alma…

  • ahh q ideia magnífica! Eu moro num micro apertamento, tenho muitas vontades e ideias porém nao tenho onde fazer…uma vez resolvi lixar dois caixotes e pintar dentro do apê…pensa no estresse! Minha rinite incomodou durante dias! hehe ou seja: não temos onde fazer nossas criações….falou e disso tudo! Hoje em dia as casas e apês são feitos apenas para sobreviver, afinal, o mundo hoje em dia vive em torno de um computador, pra quê mais espaço né? =/

    adorei o post, vou ver o filme, fiquei curiosa, bjosss

  • oi Thalita, adorei sua ideia. Tô aqui imaginando um lugar desse… Se aqui na minha cidade tivesse um prédio assim, eu ia querer morar lá.
    bjk

  • ana

    Caramba, que idéia boa, em tempos de apartamentos tão pequenos que não podemos fazer nada dentro, um espaço assim seria a solução ideal!!!!
    Adorei mesmo!
    Bjos
    Ana

  • putz! Genial!!!
    Passei a vida toda em uma casa que espaço para um faça você mesmo não faltava. E éramos uma família que sempre colocou muito a mão na massa. Papai e mamãe adoravam isso e eu adorei ter herdado essa característica deles. Agora em um apartamento, o que me faz mais falta é exatamente todo aquele espaço da garagem e do quintal para tudo q essa cabecinha quer fazer ter vida…:(
    Uma saletinha a prova de som para martelar e furar sem ninguém ficar reclamado, e com apetrechos pra deixar a imaginação voar seria perfeito!!! E até ajudaria na educação das crianças!!! Que pai não quer ensinar um filho a montar e desmontar coisas???

  • Mfaigle

    Ótima ideia, eu não optaria morar em apartamnto, mas desse modo quem sabe….beijos

  • Gisele H. B. de Souza

    Thalita,
    Encontrei outro dia na internet uma apresentação sobre como é a vida nos novos "apertamentos". 

  • Adorei o post, Thalita.
    Eu arrumei maior quizumba no meu prédio pq quis usar o chão do play (devidamente coberto com plástico preto) para pintar um pallet. Meu apê nem é tão pequeno, mas eu nao tinha espaço suficiente… Então quis fazer no play. Praticamente fui expulsa… Mas eu amo estar em casa…
    Moro de aluguel e todo mundo que entra diz "Ah, que apê ótimo, vcs deram sorte". Sorte uma pinóia, eu peguei um apê caidinho e deixei com a nossa cara… Falei sobre isso aqui – http://chezbiessa.blogspot.com.br/2011/11/eu-moro-de-aluguel.html

    Bjs

  • Rafa Fontes

    Em primeiro lugar gostaria de parabeniza-lá pelo post!!!! Esta 10!!!!
    Sou design e o que eu mais fico revoltada é com essa idéia que o apartamento é para gerar o individualismo e o egocentrismo na pessoa que o compra!!!
    Afinal o discurso é o de que receber amigos em casa gera confusão e bagunça… Que. Você não precisa mais abrir sua casa para amigos, parentes e visitas inesperadas!!!
    Como assim????!!!!!
    E o prazer de decorar para mostrar quem você é??!!!
    E o prazer de criar ambientes aconchegantes para dividir com quem se ama????
    Assino em baixo quando vejo outras pessoas lutando contra os apErtamentos que praticamente jogam o indivíduo para fora isso só para criarem mais um marketing de venda!!
    E com relação ao tal espaço para ao espaço do faça você mesmo, tem alguns empreendimentos que já possuem o espaço do artesanato… Mas adorei a idéia de ser um espaço mais amplo com um ajudante que com certeza iria calhar muito bem, porque convenhamos que lixar e pintar no meio da sala fica difícil né!!!!
    Hahahhahahahah
    Mais uma vez amei o seu post Tha!!!!

  • Monica Ieker

    Mesmo tendo o privilégio de morar em CASA aqui no Rio de janeiro penso diariamente nisso. Quero fazer mais pelo meu lar a cada dia mas realmente os compromissos EXTERNOS nos fazem muitas vezes ter uma vida de inquilino e deixar pra lá o que deveria vir em primeiro lugar. Eu quero ter uma LAR e não uma CASA.

  • Mamunhoz Monteiro

    Interessante, acabei de subir da garagem (minha vaga) com a mesinha lateral que resgatei, lixei e pintei!!!! No processo só fiquei pensando "espero não estar incomodando" PLUS "tá ficando massa!!"

  • Stela Azevedo

    Adorei a idéia!!! Aqui em Brasília a gente até consegue quebrar um galho com o pilotis, mas tem um espaço dedicado para isso seria perfeito!!!

  • Cynthia Storck

    OI querida, trabalho em uma administradora de condomínios, sou coordenadora de mkt aqui, e compartilhei seu post pros amigos! adorei e bem inspirador.
    adoro seu blog! há um tempo te enviei um e-mail, mas não sei se vc viu… bjão! Cynthia Storck

  • Nine Copetti

    Puxa, assino embaixo sem nem pestanejar… Kkkkk!
    Adorei a ideia, o problema mesmo é convencer as construtoras, né? E os próprios condomínios! Mas ta valendo a campanha!

    Beijo grande, amo teu blog!

  • Kathia Otero

    Você não é a Jeannie, mas também é uma gênia!!! Isso seria tudo de bom e imagino que bastante gente pense dessa mesma forma: ter um "craft room" no seu condomínio. Parabéns pela ideia.

  • Vanessa Riguete

    Thalita! Vc sempre surpreendendo ao revelar de forma tão simples e tão linda aquelas angústias ficam dentro da gente sem que sequer consigamos identificar direito o pq. E o melhor, já traz tb a solução! Campanha apoiadíssima!!!

  • Rogério Quintanilha

    diante do "show de truman" que viraram os empreendimentos para o "nosso" bem-estar é muito bom ler este post. Parabéns! 

  • Casa_de_Colorir

    Faço isso direto por aqui! Mas só tenho coragem de madrugada rs

  • Casa_de_Colorir

    Não é, Monica? De proprietário com vida de inquilino o mundo tá cheio! Beijo!

  • Casa_de_Colorir

    Pois é. Tipo: Sr síndico, defina "brincar no play". hahahahah 🙂

  • Casa_de_Colorir

    Que máximo! Imagina se rola por ai! Se rolar, quero ver fotos! Beijão!

  • Casa_de_Colorir

    Fiquei curiosa, Gisele! Será que vc não consegue ela pra gente? Beijo!

  • Casa_de_Colorir

    Veja! Depois me conta o que achou! Beijo!

  • Casa_de_Colorir

    Eu moro numa caixinha! Mas ela é linda, colorida e muito amada 🙂 Beijo!

  • Irisviana

    Thali, adoro o blog e sempre assisto quando posso o DECORA – chego muito tarde da agência.
    Creio que não saiba mas, já existem construtoras que oferecem  empreendimentos que tem essa sala "DIY "- eles chamam de sala  de bricolagem – (Francês "bricòláge" cujo significado se refere à execução de pequenos trabalhos domésticos, sem necessidade de recorrer aos serviços de um profissional.) – Segue link para que você veja:http://cyrela.com.br/ma/imovel/residencial/sao-luis/ponta-d-areia/apartamento/farol-da-ilha#infoLazer

  • Anna Lucia

    Puxa eu adoraria ter um espaço aqui no prédio!
    Vc e suas idéias! Amei!!!!
    Beijos!!!

  • Jessica

    CARA, ALGUEM JÁ FALOU QUE VC É MUITO PARECIDA COM A ATRIZ NATHALIA RODRIGUES???!!!

  • Casa_de_Colorir

    Que lindo!! Palmas para essa construtora! 🙂

  • Léia Cook

    Gostei da ideia…e o filme…humm é daqueles que a gente tem vontade de ver de novo, porque tem a sensação que não viu tudo!

  • Maira

    Thalita, sou arquiteta e trabalho em uma construtora que projeta espaços sempre em função da metragem mínima exigida pelos órgãos públicos. A intenção é reduzir a metragem quadrada dos apartamentos para poder vender a um preço mais acessível. Em função disso, os cômodos ja vem um layout definido, com a quantidade exata de camas que poderá colocar em um quarto, ou o tamanho do guarda roupa e do sofa da sala de estar, e não se atreva a querer mudar isso que com certeza não vai caber nada no seu apartamento. Eu sei bem o quanto é difícil convencer a mudarem a metragem do projeto padrão, nem que seja pra aumentar em 10cm o tamanho de um banheiro…imagino o quanto será para incluírem mais um espaço de uso comum além do kit piscina-fitness-play-salão. Apoio sua ideia e mesmo sabendo que vou enfrentar dificuldades, vou tentar implantar no meu trabalho!

  • Casa_de_Colorir

    Obrigada, Maira! Fico feliz! 🙂

  • Ana Laura

    Trailler super interessante, fiquei curiosa para ver o filme : ) 
    E é verdade, hoje os "apertamentos" cada vez menores, cada vez voce fica menos em casa ou recebe amigos e familia em casa. Tudo se resume ao espaço comum, sem nenhuma personalidade ou historia.Mudando de assunto, numa busca no google, achei essa matéria da revista Veja Rio, que lista vários endereços off no Saara e o que encontrar em cada um deles. Achei interessante usar como norte para quem ainda não é muito familiarizado com o local. Aqui ó: http://vejario.abril.com.br/especial/achados-saara-rj-681992.shtml
    Tem indicaçao de onde comprar tecidos, puxadores, artesanatos, botões etc e ainda diz qual a média de preço.

    Beijos Thalita! Cada vez mais <3 pelo seu blog…

  • Carolinaacunha

    Oi Thalita, adoro seu blog.
    Já vi uma construtora vendendo um tal " Espaço Atelier", seria mais ou menos o que você pensou.

  • Lilian Pellacani

    Uau, Thalita! Pensei exatamente isto hoje. Aqui há sala de jogo e solário que ninguém usa! Então, imaginei um espaço pra lixar e pintar caixas e o que desse na telha. Vamos fazer um abaixo assinado hahaha

  • Jackeline Lizeu

    A gente não quer só comerA gente quer comerE quer fazer amorA gente não quer só comerA gente quer prazerPra aliviar a dor…A gente não querSó dinheiroA gente quer dinheiroE felicidadeA gente não querSó dinheiroA gente quer inteiroE não pela metade…

    Desejo, necessidade, vontade…
    Você tem sede de que?Você tem fome de que?
    Concordo com vc Thalita, por mais que os condomínios ofereçam uma infinidade de "amenities", a gente quer mesmo é ser feliz dentro de casa.

  • Evelise

    Essa idéia é maravilhosa, mas melhor ainda em minha opinião seria também áreas para plantio, eu moro em apto. e sinto uma vontade imensa de ter uma hortinha, cebolinha, salsinha, manjericão…
    Um espaço pequeno e um pouco de organização seria ótimo pra quem gosta do contato com a terra.

    Bjs!!

  • Mayra Muhieddine

    Excelente idéia Thalita, realmente é o que falta em prédios, condomínios… 
    Espero que sua idéia se realize e vou ver o filme que recomendou.

    Abraços.

  • Marina Garcia

    http://www.cronicadodia.com.br/2012/08/morar-e-viver-fernanda-pinho.html
    Espero que goste! Achei tudo a ver com você :]

Continue por aqui