blá blá blá

O fim do mundo como ele deveria ser

Então o mundo acaba hoje. É isso? Se o calendário Maia foi certeiro ou não nessa conta, uma coisa é certa: o mundo todo tá sabendo que “o fim do mundo” pode ser hoje,  21.12.12. Não é isso? Agora, a causa desse tal fim é que ainda não ficou muito clara pra mim… pra você ficou?

Especulações à parte, confesso que fico impressionada quando paro e penso: “o mundo TODO está vibrando essa energia hoje…” Tentei até lembrar em quais outros acontecimentos históricos o mundo parou para se concentrar, por um dia,  em um ciclo que estava prestes ou não a se fechar. E depois de ler tanta piada nos jornais e nas redes sociais sobre o assunto, sabe o que penso disso tudo? Que é um baita de um desperdício não extrairmos, pelo menos, um benefício sequer desse acontecimento, seja coletivo ou particular.

Ninguém vai tirar da minha cabeça de que o termo “fim do mundo” é bastante subjetivo e não passa de uma interpretação. Que eu me lembre, nunca na história tivemos essa oportunidade de repensar essa questão de fim do mundo, do fim de uma era, de recomeçar do zero, assim, em escala mundial e num único dia. Isso sem falar no poder da internet e outros meios de comunicação pra espalhar essa história. Tem noção do poder desse pensamento?  Talvez os Maias até estejam certos nessa conta. Depois de tanto avanço científico e tecnológico, talvez nós é que não sejamos evoluídos o suficiente para lermos nas entrelinhas. E se os Maias soubessem que a evolução da humanidade era algo inevitável? E se eles soubessem que as consequências dessa evolução poderiam resultar em benefício ou desgaste do planeta? E se as relações humanas e a relação com o ambiente decorrentes dessa evolução se tornassem prejudiciais a ele? Para garantir a vida na Terra para civilizações e civilizações seguintes, eles já sabiam que, alguma hora e num futuro distante, os seres que habitassem o planeta deveriam se reunir e decidir se o mundo deveria ou não continuar existindo. O limite para essa decisão? Segundo cálculos que ainda não compreendemos, 21.12.12. Depois dessa data, o planeta poderia seguir ladeira abaixo ou conseguiria se estabilizar e garantir mais milhares de anos de vida para a humaninade.

Por isso, quando leio que “o mundo acaba hoje”, prefiro pensar  que “o mundo pode começar a acabar hoje”. Tudo depende de como vamos continuar conduzindo a vida nesse planeta. Quer oportunidade mais emblemática para que cada um pare no dia de hoje para repensar a própria vida e seu papel de formiguinha nesse todo? Tem noção do que essa onda de reflexão e possível mudança pessoal pode causar, quando realizada em escala mundial?

Não. O mundo não vai acabar hoje. Ele vai continuar. Mas finge que ele poderia ter acabado e que o mundo foi legal e te deu uma segunda chance. Como você vai retribuir?

Feliz mundo novo pra você. 🙂