7 anos de blog. Se-te anos! De um projeto despretensioso, que acabou mudando o rumo da minha carreira, da minha vida. Os primeiros 3 anos foram intensos, cheios de posts! Muito “Faça Você Mesmo”, muito passo-a-passo, muitas dicas de decoração… logo de quem? Veja só, de uma não decoradora. De uma leiga, de uma amadora. Ou seria amante? Pois é. O blog me ensinou que pessoas que amam vão longe. E pessoas que colocam amor no que fazem vão além.

Brunna Mancuso
O Casa de Colorir nunca teve a pretensão de inspirar ninguém, tadinha de mim, ainda mais num assunto o qual não dominava. O que eu estava fazendo era experimentar, documentar e dividir essas descobertas, sei lá, comigo! Mas os leitores vieram, descobriram junto comigo e… ficaram. E hoje consigo identificar que não foi o conteúdo de decoração o ponto que mais chamou a atenção e conquistou os leitores. Foi a forma de dividir as experiências, o significado, o propósito. Um propósito que nem eu sabia que tinha, que ainda se manifestava de maneira intuitiva. Logo no primeiro ano, comecei a perceber que o que inspirava um pouquinho cada um não era a dica de decoração em si, mas o mundo de possibilidades e de liberdade que o convite ao “Faça Você Mesmo” podia proporcionar. Eu não falava de decoração. Eu falava de descoberta, de autonomia, de criatividade, de um resgate lúdico, quase que ingênuo. Ingênua, eu. <3
Você sabe a revolução pessoal que um “Você me inspira” pode causar? É uma honra, mas ao mesmo tempo, uma tremenda de uma responsabilidade. Por outro lado, acabei descobrindo dentro de mim que inspirar pessoas era o meu propósito de vida e a minha ferramenta seria esse universo que é tão meu, o do artesanato, do feito à mão, do “vai lá e faz”. Eu fui… e fiz. E o que começou com um blog virou uma pontinha na televisão, parceria com marcas, oficinas e outros projetos que me deram a autonomia de abandonar o mundo corporativo e viver do Casa de Colorir.
“Ahhh, que sonho!”. Também achava que seria… mas senta aqui pra eu te contar que nem tudo é um conto de fadas. Quando o seu hobby vira o seu sustento… com prazos, obrigações e carga horária intensa, o quê acaba virando o seu hobby? Pois é. Sabe quando tá tudo tão bem num namoro que você resolve morar junto e vê, na sua frente, o desgaste da relação levando o encanto pelo ralo? Putz, que cilada! Mas com muita calma e amor, consegui ponderar esses aspectos mais frios do trabalho e me reconectar com o afeto, com a paixão que eu tinha em manter o blog.
E quando tudo estava caminhando para a mais perfeita ordem nesse espacinho virtual que divido com você há tanto tempo… BUM. Me vem o convite para desenvolver um projeto de minha autoria para a TV, projeto hoje que atende pelo nome de “Mais Cor Por Favor” e que já é um filhinho que anda sozinho e que até já fala. <3 Junto com o projeto veio a difícil decisão a ser tomada:  eu quero ser uma apresentadora de TV? Porque fazer uma ponta no programa da sua fada madrinha é uma coisa. Segurar um programa diário, de 1 hora por dia, no charisma é outra bem mais extrema.  A audiência é implacável, o jogo é intenso e eu não estaria protegida nessa página virtual que é a minha casa. Na minha casa, as pessoas falam comigo com bastante educação. Agora, eu é que estaria entrando na casa delas. Todo dia. Sem pedir. Já viu, né. Ao mesmo tempo, o “Mais Cor Por Favor” era a oportunidade, no momento certo, para expandir a filosofia do Casa de Colorir de forma estratosférica. E eu estava preparada. Um programa diário de “Faça Você Mesmo”, com foco em reaproveitamento, e que consegue colocar o próprio morador como protagonista dessa mudança da própria casa. O discurso do blog, agora na TV! Que conquista.
Ao longo desses 7 anos de blog, a cultura do “Faça Você Mesmo” se expandiu de uma forma impressionante e caminhou de mãos dadas com o crescimento do Youtube, do Pinterest. Hoje, pensou num tutorial, você encontra online e o melhor: em vídeo, ó que lindo. Na TV, você ainda conta com o “Mais Cor Por Favor” que, todo santo dia, por uma hora por dia, te apresenta todo o tipo de ideia de “Faça Você Mesmo”. E é justamente nesse ponto que eu queria chegar – demorei mas cheguei! Com tanto passo-a-passo, tanto tutorial e tanta solução disponível, como o blog pode fazer a diferença?
O blog anda parado por um tempo porque simplesmente eu havia perdido o propósito desse canal. Todo o meu conhecimento e energia foi canalizado para o programa, que é concebido e apresentado por mim. E não me entenda mal, é muito raso pensar que eu troquei o blog pela TV, é mais otimista que isso! É como se o blog agora tivesse imagem e som e funcionasse na TV, conseguindo atingir não só as pessoas que já gostavam do Casa de Colorir, mas também conquistando novas pessoas. Muito mais novas pessoas! Dessa forma, colocar um tutorial aqui parecia redundante. E assim, o blog foi sobrevivendo, tímido, resiliente, mas presente.
Aqui, tudo indo devagar. Na TV, tudo indo na pressão. Mas na vida real, essa aqui que estamos todos tocando, tá tudo tão estranho, não é mesmo? São tempos ásperos, incertos, que estão até nos tirando um pouco do brilho e do otimismo. Sonhar? Tá sendo um ato de resistência. E é no meio desse desencontro de valores da vida real que eu me sinto inspirada, mais uma vez, a retomar o blog. Acredito que temos assuntos a tratar que antecedem o que é falado na TV. Antes do passo-a-passo, sinto que se faz necessário falarmos de inspiração, de auto-estima e dos bloqueios que nos impedem de termos uma conexão mais afetuosa. E por quê não começarmos com a nossa casa e como nos relacionamos com ela?
Em tempos de bombardeio de vídeos e imagens inspiradoras de Pinterest e Instagram, sinto que um retrocesso se faz necessário. Uma volta láaaa em 2009, quando a gente sentava na frente do computador com uma xícara de chá ou uma taça de vinho e…. lia. Pois é. Quando foi a última vez que você leu mais de 15 linhas na Internet? Quando foi a última vez que você leu algo na internet e levou essa reflexão para o restante do seu dia?
Esse blog nunca teve como objetivo a audiência. Aliás, acredito que essa mudança possa até dar uma agravada nessa questão de números. Mas aqui, eles passam longe. Não somos números, não somos views. Precisamos olhar, mas também sermos olhados. E sinto que tem tanta coisa que falta dentro de cada um para que, de fato, a gente levante a bunda da cadeira com um rolo de tinta na mão e saia pintando… Falta tempo, falta confiança, falta um olhar mais amoroso para a própria casa, falta uma valorização do seu tempo livre, da sua noção de prazer/trabalho… São sobre esses bloqueios, essas dúvidas e esses anseios que eu quero falar. Sobre o desejo de ter uma casa feliz e, mais do que isso, trazer felicidade pra quem ali morar. Isso não inviabiliza tudo o que é mostrado pelo “Mais Cor”, pelo contrário! É como se aqui fosse o nosso estágio de preparação, de inspiração e de afastar os medos que nos bloqueiam. Uma incubadora de confiança para esse universo do “Faça Você Mesmo”. Estando prontos e confiantes, o “Mais Cor” é o nosso passso dois, o passo prático!
Se prepara. Aqui, vamos ler muito. Se tudo der certo, refletir e nos inspirar também. Num mundo tão antissocial que é o da Rede Social, eu te convido a ser acolhido por aqui. Com calma, sabendo que aqui você não tá sozinho. Esse blog tem nome e tem autora, re-prazer, Thalita. <3
Continuamos seguindo?

 

 

  • OOwwnnnn tudo um charme, to paixonada pelo cooking jars … como eu nunca tinha visto isso antes??? Vai virar O presente da Bhianca! Muitas receitas pra colocar aih dentro!!!

  •  O cooking jars vai virar O presente da Bhianca! como eu nunca tinha visto isso antes??? apaixonei!!!

  • Fabiana Helga

    Thalita, preciso te contar uma coisa: Sou sua fã? Vc já tem fã clube?? rsrsrs…Descobri seu blog recentemente e estou apaixonada pelas idéias que vi e por aquelas que ficam pipocando na minha cabeça! Adoro decoração, e apesar de não trabalhar nesta área, me aventuro nesse mundo colorido e delicioso! Obrigado por compartilhar suas idéias, por escrever de uma forma suave e divertida. Tudo de bom! sempre!

  • que gracinha Thalita!!! Minha mãe já é uma estrelinha, mas se ela estivesse ai ia dar um duplo twist carpado com essa ideia das sementinhas!! Coisa mais graciosa…
     

  • Carlinha

    Oi Thalita, ótima ideia das sementes, minha mãe ta super na fase de cuidar das plantinhas da casa, vou fazer uns vasinhos com ctz. Mas vc ta certissima em relação ao cartão e as palavras de carinho. Há anos venho escrevendo cartões pra minha madrecita, e ela pode não lembrar do presente, mas sempre comenta dos cartões. 
    Parabéns pelo blog, vc arrasa nas dicas! Beijos,

  • Kina

    Tudo tão lindo…..amei!!! Beijos..

  • Casacheiadeestilo

    Lindo demais, muito romântico vou fazer para minha mamis com certeza  

  • Jéssina Lopes

    Coisa linda essas cooking jars.Não tem preço isso mesmo.

  • Ruth Veras

    Ótimas dicas !
    Beijos e mais beijos para todas as mães e um GRANDÃO para a sua també, Ah… manda um tb para a sua sogra…rsrsrsr.
    Para a minha que há muito virou um estrelinha que brilha sempre no meu caminho lá do céu, me guia, guarda e protege o meu carinho, amor, luz e muita paz.
    Feliz Dia das Mães !
    bjs
    😀

  • Nossa, eu AMEIIII as cooking jars!!!! Vou fazer hoje para levar amanhã de presente para uma amiga!!! Simplesmente AMEI, não tenho palavras!
    Hoje acordei no meio da madrugada para ir comprar flores no CEASA aqui em SP e fazer arranjos para a minha mãe para o dia das mães!!! Concordo com vc, não tem presente mais especial do que aquele feito pela gente, com carinho.
    Parabéns para a sua mãe!
    Beijos,
    Laura – Hoje tem visita
    http://www.hojetemvisita.com

  • Elaine Almeida

    Gente que ideia linda e gostosa… Amei! 

  • Helena

    Thalita, suas ideias são muito lindas. Eu sou antiguinha, do tempo de colar decalque em caderno, mas não estes decalques autoadesivos que tem hoje. Eles eram um mimo, tinha de colocar num prato com água bem rasinha e depois deslizar para o papel, alisar com muito cuidado e um paninho macio. Enfim, um ritual. Você, que é supersabida, descobriu onde tem destes decalques? Conta pra nós???

  • Dayane Caroline

    conheci seu blog na revista gloss e hj vim descobrir…. estas maravilhas, entao me perguntei pq demorei tanto a t procurar….que mulher talentosa….adoro tudo sobre decoraçao….vc me inspirou ainda mais, preciso mudar algumas coisas e precisava d ajuda de uma profissa! Mas que ensina com maior paciencia do mundo tudo que sabe, muito obrigada por dividar esse dom com todos…..a vejo sempre o decora, bjs
    Carol Brito

  • Érica Tassara

    Lindo texto Thalita. Você tem sido ao longo desses anos e continuará sendo inspiração pra minha vida. Parabéns pelo programa e por manter os pés firmes aqui na sua origem.

  • Jessie Mendes

    Adorei saber que o blog continua. Sigo desde o início e estava sentindo falta. Chega a ser nostálgico. Bjs

  • Cristina Couto

    continuamos! 💜

  • Luciana Torquato

    Thalita,
    confesso alegria e um certo alento ao ler este seu post, comunicando sua retomada.
    Seu blog, você bem deve saber, foi, é e seguirá sendo inspiração para muita gente. Diante da oferta imperativa de tantos produtos a serem comprados, descartados, consumidos sem nenhum cuidado ou reflexão sobre a utilidade, sobre a necessidade real, aprendemos aqui com você a reexperimentar objetos, a refazer o sentido das coisas, a dar novas funções a peças que foram tomando, a partir de suas inspirações e da capacidade criativa de cada uma de nós (você nos valeu tanto porque nos mostrou que podíamos, cada uma a sua maneira, fazer poesia com um pedaço velho de madeira), as formas de coisas tão bonitas, preenchendo nossa casa, nossas tardes de sábado com tudo que apreendíamos aqui no blog. Há muito tempo que parei de estar contigo. Não tenho TV há uns 6 anos, justamente época em que conheci o blog. Troquei aquele barulho irritante e aquelas cores terríveis da televisão por uma vida de mais leitura e bons barulhos. Seu blog foi companhia nesse processo: lembro-me com carinho de um post que trazia a letra de “samba de uma nota só”, que virou parede da casa para qual eu – bastante corajosamente -tinha acabado de me mudar. Era a primeira vez que assumia a responsabilidade de viver completamente só, com pouca grana, bancando só um aluguel num apartamento velhinho, surrado, judiado, mas que se tornou um lugar lindo, alegre, feliz, cheio de samambaias, cores, remendos do chão ao teto, luzinhas nas paredes… tudo sob sua batuta tão generosa. Ouvi muito João Gilberto entre taças de vinho e leituras de suas conquistas. Vibrei com cada mudança na sua vida. Pude te acompanhar aqui e sentia que nós duas caminhávamos juntas rumo a direções que havíamos desejado. Fiquei feliz com isso. Eu curei a dor da alma naquele apartamento, segui meus estudos e trabalho. Ali eu recebi o homem que se tornou meu companheiro de vida. Mudamo-nos várias vezes. Os planos hoje, agora vivendo no interior, são de construir a casa toda. Tenho vários prints de posts aqui do blog. O blog seguirá na minha casa. Isso é grande e é bonito e é por isso que compartilho. Lamentei um tanto quando você abandonou – por razões óbvias e necessárias- esse cantinho. Temia que a TV fosse te transformar naquelas figuras que acham que o projac é a realidade do Brasil. Claro que não. Isso não tem nada a ver com o que leio em você. Fico feliz pelo seu retorno. E louvo a sua potência criativa, sua coragem, sua determinação e força de trabalho. Importante ainda mencionar o lugar de resistência a que esse blog nos convoca. Em tempos tão bicudos, em tempos tão anti-democráticos e sombrios, falar e ler e escrever sobre arte, sobre reutilização, sobre beleza é algo humano, é progressista, é por demais importante. Evoé, menina. Siga nos inspirando!

  • Miriam

    Ola, Thalita!! Gracias por volver a escribir aquí. Te sigo desde hace muucho tiempo y nunca me animo a comentar. Me encanta tu alegre sentido de decoración. En su momento imprimí lámina que hoy decora mi comedor. Es el único canal por el que te sigo. Y te espero nuevamente por aquí. Nuevamente gracias y abrazo desde la Patagonia, Argentina, Miriam.

  • Liana

    É um imenso prazer, Thalita. Esse rumo de que tudo precisa ser vídeo, precisa ser editado, precisa ter trilha… as pessoas gastam 10x mais tempo preparando as imagens e os videos para a internet do que no tal projetinho faça-vc-mesmo. E isso super é válido, é um novo estilo, diferente!

    Mas eu sinto muita falta da coisa que é mais comunicação do que só imagem. É mais querer dizer algo do que querer que fique plástico, estético, bonito (até competitivo, hoje em dia…).

    É um prazer acompanhar o blog e vai ser um prazer te ler. Comuniquemo-nos!

  • Môssa Mendes

    Mas é claro que continuamos!! Eu tava praticamente órfã rssss. Nem tenho tv, muito.menos assinatura. Sempre dava uma passeada por aqui pra ver as.coisas antigas e me inspirar. A top master linda meiga fofa sempre será, pra mim, a estante de 30 min, azul com luzinhas. Mas tantas outras lindezas que nos inspiram, dão novas ideias…
    Volta sim querida. Ja te disse: vc é estrela pra muitos céus!!
    Brilha aqui tbm.
    Beijocas carinhosas

  • Alessandra Vieira

    Estava precisando disso… um cantinho pra parte emocional e reflexiva! Vai ser massa!

  • Roxanne Nardi

    O blog vai ficar ainda mais lindo ❤ Que pessoa incrível que tu és! 😍😍

  • Eita! Que notícia boa demais! Que texto aconchegante! Que maravilha ler isso! O mundo virtual tá meio frio. Tá adoecido. Perdendo o sentido. Sei lá, tá estranho, tá vazio. Tá tão cheio e vazio. ❤

  • Claudia Reischak Dias

    💖💕💟💗

  • Luana Pessoa

    Thalita, sua linda!!!
    Por uma momento pensei q você estaria encerrando o blog. Eu iria ficar triste? Iria. Mas é a sua vida, e na vida temos que fazer o que faz sentido pra gente. Se não fazia mais sentido pra você, bola pra frente. E eu ia continuar acompanhando o insta e o programa de qualquer forma.
    Mas que notícia boa foi quando li que iria só mudar um pouquinho o foco. O que me prendeu quando descobri o Casa de Colorir, assim por acaso, com poucos meses de existência, foi a sua leveza, sua coragem de compartilhar os erros e acertos, sua forma de ver e inspirar, mostrar que é possível. Desde então esse sempre foi meu blog preferido. Mesmo quando ele andava mais parado. Quando chegava e-mail de post novo eu abria um sorriso. Sempre. E vou continuar abrindo. Confesso que coloco a mão na massa bem menos do que eu gostaria. Mas a inspiração serve pra vida. Pra colorir e alegrar os dias.
    Estarei aqui sempre, lendo seus textos, torcendo por suas conquistas (eu tenho dessas coisas: acompanho a tanto tempo que me sinto próxima desse pedacinho dela que a pessoa escolhe compartilhar.).
    Voa, Thalita!!! Brilha!!!!

  • Rosana Rezende

    Menina, quanto tempo… como recebo seus posts por e-mail e fazia sééééculos que não recebia (pouco exagerada eu!) achei que tinha abandonado o barco, mas não é que tu voltou!?
    Fico feliz demais, sempre gostei dos teus textos, das dicas aqui pra casa (já pus a mão na massa um bucado de vezes com suas inspirações), mas tb me bateu uma saudade danada daqueles videozinhos animados que rolavam por aqui… vou até futucar o histórico pra dar uma espiada.
    Bem-vinda de volta!
    😉

  • Ana Zaninelli

    Quando recebo e-mail do Casa de Colorir eu paro T-U-D-O e leio! Sou seguidora do Blog desde o início, fui, e sou inspirada por ele!!!! É como se fosse um pouco da minha vida também, porque eu vivo essa VIBE diy! Sou completamente pirada em criatividade, e por aqui nada é lixo! Fico feliz que assim como por aqui, você também tem suas fases, e recomeços! Dou uma super força pra você aí, e por aqui vamos seguindo e nos inspirando!!!!! Beijos Thalita!

  • Greice C M

    Que texto lindo! Senti um abraço nas suas palavras. Muito sucesso neste novo início! Continuamos seguindo!!

  • Cristiane Villa

    Com certeza Dona Thalita.

  • Eliete Aparecida De Oliveira F

    Amei, te acompanho desde comecinho ,força, foco e fé !

  • SUSANNE FERNANDES

    Mulher! Tb pensei q estaria encerrando o blog. Ainda bem q não, senão p onde eu iria qdo às vezes, no final do dia, o coração está meio pesado?
    Vc vai escrever? Não acredito rsrs. Perfeito! Mais do q os projetos (q realmente são inspiradores), vinha aqui para “ouvir” sua conversa. Na TV, c todo aquele enorme e belo trabalho em cada episódio, é diferente. Aqui, adoro sua conversa. Bj no <3

  • Lu Fronza

    Eeeeeee… agora sim. Vou até colocar meu email ali pra voltar a receber os posts para não perder nada..

  • Paloma Kischka

    Ah, que saudade de ler, ler e ler nesse mundo digital que tem mais imagens do que palavras ultimamente. Mudar é preciso e faz bem. Esse blog tem leitora e apaixonada, continuamos seguindo, re-prazer, Paloma.

  • Amanda Nogueira

    Que liiindo🌟🌟⭐🌟⭐
    GRATIDÃO Thalita!!
    Acredito que vc tenha um arco íris dentro de vc é com essa luz , essas luzes vc passa pras pessoas, acreditando no potencial delas a colorirem com amor e alegria seus ambientes! Oque gera uma corrente de Amor e Alegria! 💖💜💛💚💙💖

Continue por aqui