Sem categoria

Como recomeçar sua casa após uma separação

“A relação acabou, e agora?”

Quem nunca passou por isso?  A gente recalcula, reinventa, reaprende… Dia desses me peguei conversando com uma amiga sobre recomeços, sobre essa etapa da vida em que a gente se vê tendo que se reencontrar e recomeçar após uma separação. Ela me contava sobre a dificuldade de se relacionar com uma casa vazia, cheia de lacunas… e eu fiquei pensando… como nosso espaço  também vive junto esse processo de mudança, aprendizado e evolução, né? Se a relação acabou, se o parceiro foi ou ficou, a relação que permanece é uma só: agora é você e sua casa. E você sabia que vocês podem se ajudar muito nesse movimento? Pois é: você cuida dela, e ela cuida de você. <3

É claro que a gente passa por aquele momento de fossa, em que não existe a menor possibilidade de qualquer manifestação de proatividade. Sim! E é importante respeitar e viver o seu tempo, até que essa resenha comece a dar uma certa gastura. E acredite, essa hora sempre chega.

E já que estamos falando em recomeço… vamos começar deixando de lado uma palavra que você sempre teve que lidar na hora de decorar? Taí ó: CONCILIAR. Pode guardar. Chegou a hora de praticar o egoísmo e isso vai ser maravilhoso! Você não precisa conciliar mais nenhuma cor, escolha, decisão… basta ser generoso com você mesmo. Foi numa dessas, lá em 2013, que a parede da minha sala virou rosa goiaba. E foi lindo. Mas eu sei que não é tão simples assim. Foi tanto tempo pensando a dois, decidindo a dois, que a gente até se perde né? “Do que EU gosto mesmo?”. Meu conselho é que você abra um caderno novinho de inspirações e uma pasta do zero de referências que você vai encontrando na internet do que VOCÊ gosta. Redescobrir o que você gosta sozinha é importante! Você pode até começar a fazer um painel na própria parede, basta começar a colar e prender tudo o que te inspira e te traz alegria.

Pronto, bola frente… já olhamos pra dentro o suficiente! Agora é hora de olhar ao redor e começar uma nova relação…

… com uma planta. Uma nova plantinha em casa, além de trazer mais vida, vai te instigar a cuidar de algo, a dar atenção e carinho para alguém. Além disso, já sabemos que as plantas têm a capacidade de melhorar a qualidade do ar e trazer tranquilidade. 

Faxinar é preciso…

A melhor maneira de mudar a energia de cara é fazer uma boa limpeza na casa, ou melhor, uma boa e velha faxina mesmo… não tem jeito rs Eu sei que nessa hora a gente mal quer levantar do sofá… mas vai por mim… se cansar o dia todo pra deixar sua casa mais agradável vai até te ajudar a dormir melhor nessa noite.

Nesse momento, é importante aproveitar e desapegar do que não é mais necessário ou, segundo a Marie Kondo, “o que não te traz alegria”. Quer momento mais crucial pra você usar esse filtro e praticar o desapego? Doe, venda, troque.  Mas calma, você não precisa tomar nenhuma decisão drástica agora pra depois se arrepender. Faça uma caixa do “DEPOIS”. Coloque tudo o que você não quer lidar e tire do seu campo de visão, feche e coloque lá no alto. Se um dia você precisar, você lida com ela. Se não fizer falta, você passa adiante. Em outra caixa de “DEPOIS” podem ficar também algumas roupas suas que você queira dar um tempo por agora. Tenha no armário só as poucas roupas favoritas e que você se sente muito bem ao usar. Todo dia é dia de roupa linda, pra quê economizar pra uma ocasião importante, VOCÊ é a ocasião importante.

Você pode montar uma playlist nova (e controlada) de músicas que te animam, te inspiram e vão te ajudar nas suas atividades em casa. Só não vale correr o risco de ouvir aquela música que te traz aquela lembrança e te coloca pra baixo. Se você quiser, eu te empresto a playlist do Casa de Colorir, ó. 🙂

Mudar o cheiro da casa é uma coisa que pode mudar totalmente o astral. Que tal fazer uma essência de Alecrim, Capim Limão ou Lavanda? São aromas frescos e que trazem sensação de bem estar. Aqui eu encontrei receitas simples e gostosas.

E já que estamos falando em cheiro, eu já te aconselharia a fazer seu primeiro “investimento” desse projeto de recomeçar: você merece um novo jogo de lençóis e fronhas. Vamos desapegar dos antigos e nos dar esse presente. Vai por mim, você vai agradecer. 🙂

Se você tem quadros com molduras, que tal trocar os recheios? Você pode escolher novas gravuras, frases, recortes… eu fiz um guia pra você baixar e imprimir posteres de graça, e ainda dei dicas de composição. Lembra desse post?

Até o espelho pode receber um carinho. Ou melhor: você pode fazer o seu espelho te dar um pouco de carinho. Escreva uma frase ou poema que vá te arrancar um sorriso. Fica lindo com caneta permanente branca.

 

Vamos falar de cor? A essa altura, já estamos mais do que prontos pra dar uma cor nova na parede, né? Aquela que você tem gostado pra caramba e que te faz feliz. Mas aqui… nada de trabalho ou projetos grandes com risco de grandes frustrações. Sem mais frustrações para lidar no momento. A solução é: meia parede, um detalhe de cor… algumas horas de trabalho e pronto: outro ambiente! Aqui nessa busca tem muitas ideias pra você ver que com meia parede se faz um cômodo mais feliz sim. 

“Qualquer coisa, conta comigo tá?”. Quantas vezes você já não ouviu essa frase vinda de um amigo que queria te consolar? Pois pode contar sim! Não tenha vergonha de pedir ajuda, uma mãozinha pra uma pintura, uma arrumação ou ombro amigo mesmo. Não tenha receio de incomodar, ou que “não vai ser boa companhia”, seus amigos gostam de você como você é e vão ficar felizes em saber que podem ajudar de alguma forma.

Aliás a ajuda dos amigos é super bem vinda na hora de mudar os móveis de lugar. Já pensou que você não precisa comprar muita coisa nova? Só de mudar um móvel ou outro de lugar, ou mesmo de função, já pode fazer a diferença. Um banco que vira porta-planta, uma cadeira que vira mesinha de cabeceira… seu amigo pode ser bom também pra te ajudar nesses insights, e carregar tudo de um lado pro outro rs. Receber visita de amigos poderia inclusive ser um ritual semanal, o que acha?

A esse momento, você já consegue também começar a se apropriar dos espaços… ocupar as lacunas. Aquele lado vazio do armário, a gaveta do banheiro… Vá ocupando com as suas coisas e a sua organização. Quem sabe não é uma boa hora pra começar um hobby e ter espaço pra guardar / produzir?

Muda uma coisa ali, pendura uma nova lembrança lá… a plantinha cresce, os cheiros e sabores mudam… Aos poucos, quando a gente se dá conta, a gente já conseguiu se apropriar de novo do nosso espaço e tudo flui. Nos sentimos acolhidos e prontos pra outra. E quem sempre esteve ali, o tempo todo? Sim, a casa. Que venham nossas arrumações e possibilidades, tanto para ela quanto para o coração.

Ilustrações: Bodil JaneMadame LolinaBrunna Mancuso, Yelena Briksenkova, Grace Easton